Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Abastecimento de água em propriedades rurais é prioridade da Secretaria de Agricultura em Guaporé

Escassez nas chuvas tem causado desabastecimento. “Caminhão Pipa” e trator com espalhador são utilizados para minimizar os problemas

63Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate
“Estamos novamente enfrentando um momento delicado. Falta água para beber e até para os animais”. O registro é de um produtor rural da Linha Monte Bérico, zona rural de Guaporé, que, ao visualizar o “caminhão pipa” da Administração Municipal, através da Secretaria da Agricultura, sentiu-se momentaneamente aliviado. São diversos os pedidos para o transporte de água potável e para os animais que chegam diariamente à mesa do novo secretário, Edelvan Balbinotti. A reorganização da pasta, com atividades de melhorias das estradas vicinais, bem como, atendimento de outras demandas estão em segundo plano.
“Não deixamos de executar os serviços, porém, nesse momento a prioridade da Secretaria de Agricultura é atender os produtores que estão com escassez de água em suas propriedades. Muitos, infelizmente, não têm água nem para o consumo humano e relatam dificuldades para dar água aos animais. Estamos, juntamente com a Coordenadoria de Defesa Civil (COMPDEC), fazendo o máximo para atendê-los”, disse Balbinotti.
Adquirido em 2020, o tanque cilíndrico, que está montado sob um caminhão, transformando-o no chamado “caminhão pipa”, tem capacidade para oito mil litros de água. Este atendeu, somente nos primeiros dias do ano, agricultores das Linhas Monte Bérico, Três de Maio e 21 de Abril. Estas, conforme o secretário, são as mais afetadas pela falta de água. Outras propriedades nas Linhas Oitava (São Paulo e Santo Antônio), São Miguel, Distrito de Colombo e Monte Cuco também receberam a visita salvadora da equipe da Secretaria de Agricultura.
O “caminhão pipa”, conforme Balbinotti, leva água potável, ou seja, para o consumo humano. Um trator com espalhador auxilia e transporta água (não potável) que pode ser utilizada em outras demandas das propriedades.
“Todos os dias recebemos pedidos para o transporte de água, porém, há também o trabalho de abertura e limpeza das fontes e de estradas para que as caixas d’água, necessárias para o armazenamento, possam chegar. O Poder Público, dentro de sua capacidade, está auxiliando os produtores que estão com escassez deste bem tão precioso e necessário para a vida”, disse o secretário da Agricultura.
No Rio Grande do Sul, 114 prefeituras decretaram situação de emergência por causa da estiagem. Por enquanto, o Poder Público e as entidades rurais, segundo Balbinotti, estão monitorando e atuando para minimizar a situação em Guaporé. Não há, pelo menos num curto espaço de tempo, perdas significativas nas lavouras e escassez geral de água, em especial para o consumo humano, que possam levar à decretação no município.
Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.