Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Acordo sanitário entre Brasil e Uruguai é tema de reunião da Comissão do Mercosul e Assuntos Internacionais

O acordo sanitário entre o Brasil e o Uruguai foi o tema da reunião da Comissão do Mercosul e Assuntos Internacionais, da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (8/7)

57Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

O acordo sanitário entre o Brasil e o Uruguai foi o tema da reunião da Comissão do Mercosul e Assuntos Internacionais, da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (8/7). O governador Eduardo Leite e o ministro da Saúde do Uruguai, Daniel Salinas, participaram da encontro feito por videoconferência. Assinado no dia 26 de junho, é o primeiro convênio entre países latino-americanos para o enfrentamento ao coronavírus.

O acordo prevê ações envolvendo os planos sanitário e epidemiológico na área de abrangência da fronteira entre os municípios de Santana do Livramento e Rivera, no Uruguai. O plano foi apresentado pela Secretaria Estadual da Saúde (SES).

O governador reiterou a disposição do Estado em seguir trabalhando em parceria no combate ao coronavírus. “A doença não reconhece fronteiras estabelecidas em papel, e a vida das pessoas que vivem praticamente na mesma cidade, com interações diárias nas rotinas, tampouco reconhece essa divisão. Temos a responsabilidade coletiva de enfrentarmos e vencermos a situação, melhorando a eficácia do controle do coronavírus na fronteira”, detalhou.

Um exemplo prático do convênio é a ampliação da testagem dos gaúchos. O governo uruguaio fornecerá insumos para a realização de exames RT-PCR parceria com universidades do Rio Grande do Sul. “Isso mostra que podemos cooperar, mesmo em tempos de tanta radicalização”, apontou Leite.

O líder do governo na Assembleia e presidente da Comissão do Mercosul, deputado Frederico Antunes, presidiu o encontro, que também contou com a participação do presidente da Assembleia, deputado Ernani Polo.

O ministro da Saúde do Uruguai, Daniel Salinas, reforçou a importância do acordo. “É um intercâmbio muito frutífero e o início de um caminho de cooperação e de irmandade. Sempre tivemos esse espírito com nossos hermanos no Brasil, mas essa é a oportunidade de fazermos algo no sentido mais pragmático. De nossa parte, faremos tudo que for possível para ajudar”, garantiu.

Salinas elencou algumas das ações tomadas pelo país uruguaio, como o sequenciamento de DNA do coronavírus e o estudo dos residuais das águas para detectar restos e fragmentos de vírus.

O planejamento de enfrentamento conjunto ao coronavírus começou no final de maio, quando o governador conversou com o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou. Além de oferecer apoio técnico ao presidente do país vizinho, Leite elencou a importância de ações de preservação à vida nos municípios fronteiriços: Santana do Livramento e Rivera, Chuí e Chuy, Aceguá e Aceguá, Quaraí e Artigas, Barra do Quaraí e Bella Unión e Jaguarão e Rio Branco.

Também participaram da videoconferência o embaixador do Brasil no Uruguai, Antonio Simões; o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello; o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni; o diretor de Assuntos Internacionais do Ministério da Saúde do Brasil, Flavio Werneck; a secretária da Saúde do Rio Grande do Sul, Arita Bergmann; a secretária de Relações Federativas e Internacionais do RS, Ana Amélia Lemos; o senador uruguaio Tabaré Viera; o presidente da Comissão de Assuntos Internacionais da Câmara do Uruguai, deputado Marne Osório; o prefeito de Santana do Livramento, Ico Charopen; e a intendente de Rivera, Alma Gallup.

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.