Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Agricultores familiares terão acesso ao benefício emergencial

Aprovado ontem (16), na Câmara dos Deputados, o PL nº 873/2020 que ampliou a lista de trabalhadores que serão beneficiados com o auxílio de R$ 600,00 em virtude do Covid-19

272Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

Aprovado ontem (16), na Câmara dos Deputados, o PL nº 873/2020 que ampliou a lista de trabalhadores que serão beneficiados com o auxílio de R$ 600,00 em virtude do Covid-19. Os agricultores familiares foram incluídos. O PL volta agora para o Senado para nova votação e posterior sanção pelo presidente da república.

Após a sanção do presidente o sistema para cadastro terá que passar por modificações para incluir os agricultores familiares, para que estes não tenham prejuízos futuros.

O novo texto apresenta que poderão acessar o benefício os produtores rurais maiores de 18 anos, que não recebem benefícios assistenciais (ex: aposentadoria e/ou pensão por morte), e ainda, que a renda individual não ultrapasse meio salário-mínimo ou um familiar que tenha renda de até três salários (R$ 3.135).

Para o presidente da FETAG-RS, Carlos Joel da Silva “este é um passo importante para os agricultores familiares. O setor aqui no estado está sofrendo pela estiagem e agora, com o isolamento social, as vendas de produtos baixaram e os insumos para plantio aumentaram de valor. A Câmara demorou muito para votar, e como fez alterações, o texto precisa voltar para o Senado. Esperamos que o Senado vote o mais breve possível e o presidente sancione logo. Os vulneráveis não têm mais tempo para esperar”.

O auxílio emergencial será pago por um período de três meses e beneficiará cerca de 4,4 milhões de pessoas ocupadas em 1,7 milhões de estabelecimentos da agricultura familiar.

Fonte: FETAG RS

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.