Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Agricultura solicita 230 toneladas de sementes de milho e feijão para apoiar comunidades tradicionais

Comunidades indígenas estão entre os beneficiários do programa

106Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural apresentou à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) um pedido de sementes de milho e feijão e plano de distribuição para comunidades quilombolas, indígenas e de agricultores familiares do Rio Grande do Sul, oriundo do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA Sementes 2020.  O objetivo é dar suporte a comunidades nos 232 municípios que decretaram situação de emergência até o final de março de 2020 por causa da estiagem no Estado.

O secretário Covatti FIlho encaminhou ofício à superintendência regional da Conab no Rio Grande do Sul com detalhes do plano, que contemplará 1.469 famílias quilombolas, 2.168 famílias indígenas e 7.902 famílias de agricultores familiares, totalizando 11.549 núcleos familiares beneficiados.

Para serem contempladas, as famílias indígenas, quilombolas e de agricultores familiares deverão obedecer a três critérios: estar no Cadastro Único, manter áreas de cultivos de feijão e milho de forma regular e apresentar as demandas pelas sementes em solicitação organizada pela secretaria e pelos escritórios municipais da Emater.

O Estado solicitou 82.950 Kg de sementes de feijão e 147.565 Kg de sementes de milho, de variedades já produzidas e utilizadas amplamente no Rio Grande do Sul. As demandas por sementes foram levantadas pelos escritórios da Emater em comunidades quilombolas, indígenas e agricultores familiares do Estado.

Nesta modalidade de aquisição do PAA, o governo federal compra sementes de fornecedores e as doa para famílias inscritas no Cadastro Único, que englobam mulheres, assentados, povos indígenas, quilombolas e demais comunidades tradicionais. A Conab é responsável pela aquisição, que pode ocorrer diretamente às organizações de produtores (para compras de até R$ 500 mil) ou por meio de chamada pública (acima de R$ 500 mil). Cada organização pode fornecer até R$ 6 milhões por ano em sementes, e o limite por agricultor é de R$ 16 mil.

Fonte: Secretaria da Agricultura

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.