Notícias

Alto custo na produção do setor de proteína animal traz riscos para a economia do RS

0
Tempo de leitura: 1 minuto

O alto custo na produção para o setor de proteína animal foi pauta de reuniões nesta sexta-feira (14) no Palácio Piratini, com o governador Eduardo Leite, o vice Ranolfo Vieira Júnior e o chefe da Casa Civil Artur Lemos Júnior. Os encontros foram liderados pelo secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Edson Brum, que está preocupado com o risco da inviabilização da agroindústria do segmento e, consequentemente, acarretar prejuízos para a economia gaúcha.
O segmento foi representado pelo presidente da Cooperativa Dália/Cosuel, Gilberto Antônio Piccinini, e o gerente de vendas da Divisão Lácteos da Cooperativa Languiru, Jaime Rückert. Eles relataram as dificuldades dos produtores com os preços elevados do milho e da soja, usados como insumo na fabricação de ração para animais, e solicitaram auxílio do Estado para que sejam encontradas alternativas que possibilitem a continuidade das atividades.
Na semana passada, o secretário Edson Brum já havia tratado sobre o assunto em reunião virtual com representantes da CIC do Vale do Taquari, produtores de proteína animal, representantes de entidades, prefeitos e vereadores da região. Uma das sugestões de Brum é que sejam desenvolvidas ações mais efetivas do governo federal a respeito do assunto.

Joel Maraschin
Assessor de Imprensa – MTE 17.034
Edson Brum (MDB)
Secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Sul
Crédito das fotos: Divulgação 

 

Visualização da imagem

Andressa de Oliveira

Governador sanciona lei que inclui In Cantina no calendário de eventos do Estado

Artigo anterior

Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.