GeralNotícias

Aporte para o Mais Alimentos é sinalizado

0
Tempo de leitura: 1 minuto

O pedido de urgência da FETAG-RS para que o Governo Federal avaliasse o aporte de recurso para o Mais Alimentos já se concretizou. Ontem (29) o Conselho Monetário Nacional aprovou em reunião que a partir de fevereiro, os bancos poderão destinar parte dos recursos obrigatórios para financiar investimentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF).

Até agora, as instituições financeiras podiam destinar parte do recurso apenas para operações de custeio do Pronaf. Pela resolução publicada pelo Banco Central, poderão ser utilizados até 5% dos valores exigidos para o custeio para financiar investimentos da linha Mais Alimentos, como compra de equipamentos e modernização de instalações, de produtores familiares.

Serão injetados cerca de R$ 1 bilhão para o investimento de produtores enquadrados no PRONAF. Estas mudanças valem para as operações contratadas de 1º de fevereiro a 30 de junho deste ano.

Para o presidente da FETAG-RS, Carlos Joel da Silva “a agilidade do governo é reconhecida pela FETAG-RS. Esperamos que o aporte de recurso seja suficiente para a demanda da agricultura familiar. Continuaremos em alerta, lutando pelo direito dos agricultores e agricultoras familiares”.

Foto/Divulgação: FETAG-RS

Sandra Meotti

Prefeito busca junto a ANTT a isenção da Tarifa para veículos com placa de Fontoura Xavier

Artigo anterior

Fim de semana de Nossa Senhora dos Navegantes terá operação Viagem Segura

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Geral