Portal de Notícias Correio do Mate
NotíciasPolítica

Arvorezinha: “Acho que estou no caminho certo, porque os elogios superam as críticas”

Vereador Álvaro Salvatori segue doando parte do salário e agora vai propor redução em 50% dos salários dos vereadores a partir de 2021

Vereador Álvaro Salvatori
1.12KVisualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

Criticado por alguns, mas elogiado por muitos, o vereador Álvaro Fornari Salvatori (PDT) foi eleito vereador para sua primeira legislação defendendo a bandeira da doação, ou seja, ser um vereador para servir, ao invés de se servir.  Ao longo desses três anos e quatro meses na Câmara de Vereadores, Salvatori investe 40% de seu salário de vereador, o que representa R$ 1.200 mensais em ações na comunidade, das mais variadas formas. Ouvindo sugestões, atendendo entidades que precisam apoio, ele vai atendendo as demandas. Nesse período sofreu críticas, por entenderem que estaria se utilizando do artifício para se promover politicamente, pois sempre que faz as doações, tem o hábito de requisitar a imprensa para registar. Diante dos fatos, o vereador Álvaro aponta que primeiramente, sua ação já foi uma promessa aos seus eleitores, de que se eleito doaria 40% do seu salário para entidades de Arvorezinha, então isso nunca foi segredo para ninguém, o que por si só coloca por terra o oportunismo.  O fato de registrar é para dar ciência e tornar público o que está fazendo, quanto está doando, para quem, e que posteriormente seja possível o público perceber o resultado da atitude. Diz o vereador que não se preocupa com as críticas, porque o número de elogios é muito superior mostra que está no caminho certo.

Acho que o vereador deve receber um valor mensal que seja suficiente para cobrir suas despesas para atender o cargo eletivo, mas não concorda em ser profissional da política, onde se vive dos benefícios adquiridos ao longo dos anos com a função, como altos salários, diárias que geralmente possuem sobras, e que observa que em legislativos de centros maiores ainda seguem com assessores individuais para cada vereador, 13º salário, regalias que para o vereador não faz sentido numa função que está ali para servir a comunidade e não para beneficiar o político. Geralmente o vereador eleito, e no caso de Arvorezinha mesmo, todos os vereadores possuem outras atribuições profissionais e portanto, uma renda, então não faz sentido atribuir tanta despesa aos cofres públicos”, disse.

Mas o vereador alerta para a necessidade de a comunidade também ter a consciência que só terá bons vereadores, cientes da necessidade de economia do dinheiro público para que este seja realmente investido para o povo, se o próprio eleitor melhorar a sua visão da política, evitando compra e venda de votos, fazendo escolhas conscientes pelo que o candidato representa e pretende fazer enquanto legislador.

Diárias

Consciente da responsabilidade que assumiu diante da comunidade, criticando os valores gastos pelo legislativo, o vereador Álvaro Salvatori, nas vezes em que viajou e recebeu diárias para isso, se ressarciu apenas das despesas básicas, realmente utilizadas na viagem como alimentação, deslocamento e hotel. Em média para viagens à Brasília, por exemplo, o vereador recebe R$ 1 mil por dia. Na última oportunidade em que esteve na Capital Federal as sobras da viagem chegaram a R$ 2 mil. Por lei, teria direito de ficar com essas sobras, no entanto, como não pode devolver aos cofres públicos, entregou o valor para a campanha de construção do Lar do Idoso de Arvorezinha.

Mais doações

O vereador Álvaro Salvatori apresentou a prestação de contas de mais doações feitas no período de dezembro 2019  a março de 2020. Adquiriu um andador para um cidadão com problemas no joelho, efetuou a doação de R$ 200 reais em leite para crianças, aquisição de R$ 1050 em cavaletes para aulas de pintura na ONG Aprendizes, doação de R$ 1.200 ao Hospital São João de Arvorezinha e a aquisição de R$ 2.000 em cestas básicas para serem distribuídas à famílias necessitadas durante a pandemia do Covid-19.

Redução dos salários em 50%

O vereador Álvaro Salvatori apresentará na próxima sessão ordinária da Câmara, em Arvorezinha, requerimento para que seja apresentado projeto de resolução com a finalidade de reduzir o salário dos vereadores em 50% a partir de 2021. Se a sugestão for aprovada, no período de 2021 à 2024, que será a próxima legislatura, o município fará uma economia em salários para vereadores de aproximadamente R$ 800 mil.

Portal de Notícias Correio do Mate
Gemerson Rogerio Santos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.