Portal de Notícias Correio do Mate
NotíciasPolítica

Autor da lei que permite pets em hospitais, Franciscon visitou clínica que aderiu ao sistema

Deputado esteve em clínica portoalegrense, vendo de perto os avanços de sua Lei

176Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

No bairro Cascata, em Porto Alegre, o deputado estadual, Dirceu Franciscon, visitou a Clínica São José, que desde 1934 atende pessoas que necessitam de cuidados com a saúde mental.  Recentemente, a clínica aderiu à Lei que permite a visitação de animais de estimação aos pacientes, o que contribui com o tratamento dos humanos.

“Pude ver de perto o trabalho realizado na instituição e também aproveitar para divulgar outras duas leis de nossa autoria, a Semana de Prevenção aos Transtornos Mentais e Comportamentais, celebrada na última semana do mês de abril; e o Dia do Médico Psiquiatra, comemorado todo o dia 25 de abril. Quero agradecer a recepção do Dr. Godoy e do gerente Jorge Avelino, parabenizando-os pela iniciativa de implantarem a Visitação Pet na clínica”, disse o deputado.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, sancionou, projeto de lei de autoria do deputado estadual Dirceu Franciscon (PTB) que autoriza pacientes internados em hospitais do Estado receberem visita de seus animais de estimação. A Lei 15.352 permite o ingresso de animais domésticos e de estimação nos hospitais privados, públicos, contratados, conveniados e cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS). A permissão para visitação deverá respeitar critérios definidos por cada estabelecimento.

“Para o ingresso do animal de estimação na instituição de saúde, um médico veterinário deverá conceder um laudo atestando as boas condições de saúde do animal, além de comprovar que todas as vacinas estejam em dia”, frisou Franciscon. “A lei não obriga, apenas dá respaldo legal às instituições de saúde que queiram abrir as portas para a realização da chamada pet terapia”, destacou o parlamentar.

Portal de Notícias Correio do Mate
Gemerson Rogerio Santos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.