Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Bolsonaro anuncia Alexandre Ramagem para comandar a PF

Diretor-geral da Abin foi escolhido pelo presidente para ocupar o lugar de Mauricio Valeixo, que foi exonerado do cargo na semana passada

227Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

Alexandre Ramagem Rodrigues é o novo diretor-geral da Polícia Federal. Ele substitui Mauricio Valeixo, que foi exonerado do cargo. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (28).

Ramagem é diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) desde julho de 2019, quando foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, destacou que a presença de Ramagem na Abin foi estratégica, para que as instituições trabalhassem integradas.

Delegado da Polícia Federal desde 2005, Ramagem comandou, entre 2013 e 2014, a Divisão de Administração de Recursos Humanos e a de Estudos, Legislações e Pareceres, entre 2016 e 2017.

Também participou da coordenação de grandes eventos realizados no país nos últimos anos, como a Conferência das Nações Unidas Rio+20 (2012), a Copa das Confederações (2013), a Copa do Mundo (2014) e a Olimpíada do Rio (2016).

Em 2017, Ramagem integrou a equipe responsável pela investigação e Inteligência de polícia judiciária na Operação Lava Jato. Ele também coordenou o trabalho da PF junto ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no Rio de Janeiro.

Nas eleições presidenciais de 2018,  Ramagem foi um dos delegados responsáveis pela coordenação da segurança do então candidato Jair Bolsonaro. Ele assumiu a função depois do atentado a faca ocorrido em ato de campanha de Bolsonaro na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais.

Fonte: Portal: R7

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.