Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Campanha “Guaporé: Juntos pelo Bem” prossegue auxiliando famílias em vulnerabilidade social

O grupo confeccionou até o momento cerca de 350 cestas básicas

122Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

A campanha “Guaporé: Juntos pelo Bem”, realizada pela Rádio Aurora FM 107.1, Brigada Militar (BM), Polícia Civil (PC), Corpo de Bombeiros Militar (CB), Coordenadoria da Defesa Civil Municipal (COMPDEC), Associações dos Colorados (ACG) e Gremistas (AGG), projetos sociais Alimentando o Bem, Guaporé Solidária e Instituto Sol & Lua, completa um mês. São dias e mais dias de angústia, preocupações, mas também alegrias e muito carinho da comunidade guaporense, seja dos milhares que estão doando nos pontos de coleta ou daqueles que enfrentam dificuldades econômicas e estão recebendo as cestas básicas.
As atividades realizadas pela equipe de voluntários são diárias, seja na arrecadação ou na higienização dos produtos e montagem das cestas. A campanha não tem vínculo político e nenhuma ligação com os Poderes Executivo e Legislativo.
“Nosso objetivo é auxiliar a quem realmente está passando por necessidades. Não vamos resolver todos os problemas, mas sim minimizá-los. Atuamos em local cedido por um órgão de segurança, sem nenhuma ligação com o Governo Municipal, partidos ou forças políticas. Recebemos a colaboração de muitos empresários, pessoas anônimas e de autoridades. A ajuda, independente de quem venha, tem que vir do coração e sempre será bem-vinda. Doar visando as eleições, por exemplo, é algo repudiado por todos nós. Estamos aqui por amor ao próximo e assim será até a conclusão da campanha”, afirmaram os organizadores da campanha.
O grupo confeccionou até o momento cerca de 350 cestas básicas. Centenas foram entregues e outras estão sendo montadas, porém, há dificuldades em alguns produtos.
“Notamos uma redução significativa nas doações, mas continuamos firmes e contando com o apoio da comunidade. Somos gratos por toda e qualquer ajuda. A equipe é apenas um elo de ligação entre aqueles de bom coração e aqueles que estão passando por dificuldades de colocar alimentos em sua mesa. Continuem colaborando conosco”, disseram.
Os pontos de coletas são: Corpo de Bombeiros Militar; Brigada Militar; Delegacia de Polícia Civil; Supermercados Marin; Supermercado Paludo; Sucesso das Carnes; Super Econômico; Super Di Bento; Mercado Pássaro; Mercado Dall Cortivo; Mercado Lazaretti; Mercado Milesi; Super Três; Super Tradicional; Fruteira Rossoni; Abastecedora SIM (Antigo Padrinho/Centro); Abastecedora Pasqualotto; Farmácia Associadas (Matriz); Farmácia São João; Condomínio Memphis; e Condomínio Florianópolis.

Solicitações
As famílias que estão passando por momentos difíceis devem entrar em contato pelo telefone/whatsapp (54) 9.9100.0281 com Laerte. Todos os dados devem ser informados e a entrega da cesta básica, juntamente com produtos de higiene e limpeza, só será realizada mediante análise da situação por parte da equipe de voluntários, que inclui servidores da segurança pública (BM, PC e Bombeiros), membros da Defesa Civil, empresários e profissionais liberais.
“Todas as informações são solicitadas e a equipe vai ‘in loco’ verificar a situação da família. Infelizmente muitas pessoas querem se aproveitar do momento. Para estas, que já estão em nosso cadastro, não haverá mais entregas. Seremos mais rigorosos, sem deixar de lado o nosso propósito que é ajudar quem realmente necessita”, disseram os organizadores.
Conforme a equipe do “Guaporé: Juntos pelo Bem” após o contato, análise e cruzamento dos dados com cadastros de benefícios concedidos pelo Governo Federal (Bolsa Família e CadÚnico), a cesta básica é distribuída para a família. Todo o processo pode durar de um a quatro dias, dependendo da necessidade e situação econômica.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.