Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Chuva abaixo da média segue preocupando a Defesa Civil Municipal em Guaporé

Em 2019 foram registrados 1.627,1 milímetros. Índice Pluviométrico ficou abaixo do ano anterior. Em 2020, falta de chuvas causou estragos no setor primário

73Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

Os baixos índices pluviométricos registrados nos primeiros três meses do ano provocaram estragos incalculáveis para o setor primário e deixaram as comunidades do Sul do Brasil preocupadas com a possibilidade da falta d’água potável para o consumo humano. Rios e lagos estão com níveis muito baixos e o que antes era um “mar azul”, atualmente o escuro das pedras é que ganha destaque.
Há anos os registros de chuvas estão aquém das décadas anteriores. A média em Guaporé, para se ter uma ideia, era de dois mil milímetros por ano. Porém, o balanço dos últimos cinco anos aponta para 1.800mm a cada doze meses. Em 2019, a quantidade de chuvas que caiu no município, conforme dados coletados no pluviômetro (Tipo Cunha) instalado no quartel do Corpo de Bombeiros Militar (CB), ficou em 1.627,1mm. Deste total, 648,5mm caíram em apenas 12 dias, sendo o maior acumulado no dia 5 de novembro com 130mm.
“São dados que nos preocupam. As mudanças climáticas estão provocando estragos incalculáveis. Não só na questão estiagem, que afetou diretamente a produção nas lavouras e trouxe uma quebra grande na safra, mas também nos níveis e quantidade de chuvas em acumulados registrados em poucas horas. As chuvas estão ocorrendo de forma rápida e com níveis acima do esperado, provocando, por exemplo, o transbordo do Arroio Barracão”, disse o coordenador da Defesa Civil Municipal (COMPDEC), Rafael Pissetti.
O maior acumulado mensal de chuvas foi registrado em Outubro com 304,3mm, seguido por Novembro com 197,2mm. Após estes índices satisfatórios, a situação mudou drasticamente e no mês de Dezembro foram apenas 56,8mm. Para piorar, o primeiro trimestre de 2020 registrou apenas 197mm, sendo 78,5mm em Janeiro, 116mm em Fevereiro e 2,5mm em Março. Na comparação com o mesmo período do ano anterior (422,3mm), choveu 225,3mm a menos.
“O preocupante é que em dois dias de 2020 (dia 15 de janeiro e 15 de fevereiro) choveu 113mm. O restante foram pequenas quantidades, seguidas de uma temperatura muito elevada. Isso foi um agravante para o momento e as perdas nas lavouras foram inevitáveis”, disse Pissetti.
Conforme o coordenador, tudo que está ao alcance da Defesa Civil Municipal, da Unidade da Corsan, Emater/Ascar-RS e Corpo de Bombeiros Militar está sendo feito para amenizar a falta de água nas propriedades rurais.

Medidor
Os índices pluviométricos são coletados através do pluviômetro tipo “cunha” com capacidade de 130 mm, área de captação de 15 cm2, divisão de 2,5 mm e material de poliestireno cristal. O equipamento pode apresentar uma margem de erro de até 10% em comparação aos pluviômetros digitais ou mais sofisticados. Uma das estações de coleta de dados no município está localizada na sede do Corpo de Bombeiros Militar (CB).

Mês Chuva 2019
Janeiro 185,5mm
Fevereiro 172,5mm
Março 64,3mm
Abril 89mm
Maio 188,4mm
Junho 58,5mm
Julho 98,9mm
Agosto 114,7mm
Setembro 97mm
Outubro 304,3mm
Novembro 197,2mm
Dezembro 56,8mm
Total 1.627,1

Fonte: Rádio Aurora 107.1 FM

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.