Notícias

Chuvas atrapalham semeadura das culturas de inverno no Rio Grande do Sul

0
Tempo de leitura: 1 minuto
O excesso de chuvas dos últimos meses está atrapalhando o início das safras de inverno no Rio Grande do Sul. Depois de amargar com a estiagem, que trouxe uma quebra nas culturas da soja e do milho, além de impactar outras produções agropecuárias, o clima mais uma vez tem sido adverso para a implantação da produção do período, conforme a Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS).Segundo o presidente da entidade, Paulo Pires, em alguns municípios gaúchos chegou a chover mil milímetros nos últimos três meses. “Parece que esta chuva estava represada. E isso prejudica enormemente os plantios tanto de canola, que praticamente está sendo finalizada em termos de semeadura no Rio Grande do Sul, quanto do trigo que agora se iniciou. Porém, o plantio de trigo teve início nas regiões mais quentes do Estado e agora temos previsão de uma semana de chuvas, o que pode atrapalhar ainda mais”, destaca.O dirigente salienta que a previsão de aumento de área de 16% feita pela Rede Técnica Cooperativa (RTC) se confirma e o produtor gaúcho tem a esperança de ter rentabilidade com as culturas de inverno. “Com esses preços praticados para o trigo no mundo todo, o produtor aumentou a área, principalmente em cima do orçamento, com a possibilidade de renda que poderá ter, mesmo com a elevação de custo em 51%, e também com a questão de que precisa desta renda”, observa.A expectativa agora é pela resolução dos problemas que os agricultores enfrentam em relação ao Plano Safra. “Infelizmente estamos na metade de junho e não temos um Plano Safra andando nos bancos para os produtores. Isto é muito ruim e o produtor está sendo resiliente para procurar soluções. É uma atitude nobre ser resiliente e resistir a esse momento procurando uma alternativa com estas culturas que estão aí na frente”, complementa o presidente da FecoAgro/RS.Foto: DivulgaçãoTexto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective
Andressa de Oliveira

QUINZE DE NOVEMBRO | Nota de esclarecimento

Artigo anterior

FORTALEZA DOS VALOS | “Saúde foi e sempre será nossa prioridade”

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.