Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Dália adota padrões rigorosos de desinfecção

Padrões rigorosos de uso e desinfecção de máscaras são adotados também em unidades da Dália Alimentos em Arroio do Meio

186Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

Procedimento é adotado em todas as plantas da cooperativa e uso da máscara é obrigatório a todos os funcionários

Da mesma forma que foi adotado na indústria de suínos, na área administrativa, nas agropecuárias e nos supermercados da Cooperativa Dália Alimentos, em Encantado, o uso de máscaras também foi instituído obrigatoriamente nas demais unidades. Na totalidade, 20 mil máscaras em tecido foram confeccionadas e todos aqueles que acessarem a empresa para cumprir a sua jornada de trabalho, em qualquer segmento ou setor, é obrigatório a aferição da temperatura com os profissionais responsáveis pelo sistema de termometria, a utilização de máscara, recebida logo após a chegada à empresa e utilização de álcool em gel durante todo o período de trabalho.

O mesmo padrão foi adotado em Arroio do Meio, onde estão localizadas as unidades de lácteos e o frigorífico de aves. Em Encantado o processo de lavagem e desinfecção das máscaras é realizado pela Associação dos Amigos e Pais dos Excepcionais (Apae). Já em Arroio do Meio, na unidade avícola, onde trabalham 320 empregados o mesmo processo é realizado, porém, pela Lavanderia Lavclean, de Garibaldi.

A supervisora de Auditoria da Qualidade na Divisão Frango de Corte, Cristina Rosana Fritsch, esclarece o padrão adotado pela lavanderia e solicita a colaboração de todos os empregados para a obrigatoriedade do uso do Equipamento de Proteção Individual (EPI), que durante essa pandemia tornou-se obrigatória. “Importante conscientizar que cada empregado devolva a máscara ao final de sua jornada de trabalho, junto à guarita, para que a mesma seja devidamente recolhida, higienizada e desinfetada”.

Conforme protocolo de higienização e desinfecção da Lavanderia Lavclean é utilizado alvejante e desinfetante e realizada as seguintes etapas: 1) em uma máquina de lavar exclusiva com capacidade para 32 quilos são utilizados detergentes, alvejantes e neutralizantes, 2) bater por dois minutos, 3) soltar a água e repetir a operação até que saia água limpa pelo dreno, isto ocorre com duas ou três operações, sendo que a última operação aciona o dosador para a liberação do acidulante, 4) bater por três minutos, 5) abrir o registro e abastecer com água até o nível baixo, 6) acionar o dosador para a liberação do detergente, 7) dosagem do detergente, o equivalente a 2,5 ml por quilo de roupa seca, 8) dosagem do alvejante, o equivalente a 1,7 ml por quilo de roupa seca, 9) temperatura de lavagem a 40ºC, 10) dosagem do neutralizante, o equivalente a 3 ml por quilo de roupa seca, 11) bater por 20 minutos, 12) centrifugar por dez minutos, 13) secar a uma temperatura de 75ºC e 14) dobrar e ensacar.

Indústrias de Palmas e Aimoré

Nas indústrias de Lácteos, uma localizada em Palmas e com 192 funcionários e outra no Bairro Aimoré e com 85 empregados, ambas em Arroio do Meio, as mesmas medidas são adotadas. Conforme a supervisora da Auditoria da Qualidade, Elisa Scheid Tesser, o processo de higienização e desinfecção das máscaras na unidade de Palmas é realizado pela Lavanderia Hibisco, de Arroio do Meio. “As máscaras são trocadas diariamente e, a cada turno de trabalho, existe um local apropriado para o descarte das usadas, sendo que cada funcionário dispõe da sua sem o contato de outras pessoas com as máscaras já usadas”.

A lavanderia contratada utiliza o seguinte protocolo para higienização e desinfecção das máscaras em tecido: 1) umectação por cinco minutos com água fria, 2) enxague por três minutos, 3) pré-lavagem por cinco minutos, 4) enxague por três minutos, 5) lavagem por 15 minutos a 60°C, 6) alvejamento por 15 minutos a 60C°C, 7) enxágue por seis minutos, sendo três de cada vez, 8) neutralização por três minutos, 9) secagem a 20ºC e 10) 30 máscaras seladas por embalagem.

Os reesposáveis pelo trabalho contra à Covid-19 nas indústrias, que foram selecionados pela gerência para executar e controlar todas as ações determinadas pelo Grupo de Crise ao Controle ao Coronavírus, são: em Palmas – o conferente do Setor Expedição e líder da CIPA, Fabrício Gobbi; a supervisora, Elisa Scheid Tesser; a auxiliar administrativa, Milena Beneduzi; o funcionário terceirizado contratado para esta finalidade, Reuel Rossini dos Santos; além dos vigilantes. Já na unidade localizada no Bairro Aimoré é a auxiliar administrativa e líder da CIPA, Daniela Gasparotto, quem coordena os trabalhos.

 

Assessoria de Imprensa Cooperativa Dália Alimentos

 

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.