Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Dália segue orientação do Ministério da Saúde e implanta o uso obrigatório de máscaras

Vinte mil unidades em tecido foram confeccionadas. Todos os funcionários devem utilizar, seguindo normas, a fim de prevenir e evitar o contágio pela Covid-19

67Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

O uso de máscaras passou a ser um item obrigatório durante a jornada de trabalho de todos os empregados da Cooperativa Dália Alimentos. Ela se tornou um Equipamento de Proteção Individual (EPI) indispensável na tentativa de prevenir a disseminação e o contágio pelo Coronavírus. O Grupo de Gestão de Risco em Saúde, criado no final de fevereiro devido à pandemia, está trabalhando de forma contínua e intensa e, com o aporte da Direção, mandou confeccionar cerca de 20 mil máscaras de tecido, a fim de proteger os 2,6 mil empregados da cooperativa.

Conforme a odontóloga Carla Schramm Freitas, uma das profissionais que integra o grupo, a decisão segue as orientações dos órgãos oficiais, como o Ministério da Saúde, que solicita à população o uso de máscaras. O novo adereço é entregue a cada funcionário no início de sua jornada de trabalho e deve ser utilizado pelo tempo em que permanecer na empresa. Após, no encerramento do expediente, as máscaras devem ser depositadas em coletores instalados em cada setor. As máscaras utilizadas são recolhidas separadamente, colocadas em sacos plásticos e, por serem confeccionadas em tecido, são reutilizadas seguindo um rigoroso padrão de lavagem e desinfecção.

Carla explica que o processo de higienização é rígido e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), que possui lavanderia industrial e presta serviços à cooperativa desde 2001, é a entidade responsável e auditada para fazer a lavagem e desinfecção das máscaras para que sejam novamente utilizadas.

“Desde 2001 prestamos serviços à Dália, lavando diariamente em torno de 900 quilos de roupas dos funcionários das indústrias. Agora, estamos trabalhando também na lavagem das máscaras, que segue um padrão rigoroso, desde a coleta das máscaras utilizadas durante o dia até a entrega das higienizadas e desinfectadas no dia seguinte, com inspeção de peça por peça para verificar a total limpeza”, explica a encarregada da lavanderia da Apae, Ana Mari Pazini e a diretora Stéfanie Casagrande.

A supervisora do Setor Pessoal e também componente do grupo, Sandra Simonis Lucca, relata que a máscara é um EPI, ou seja, um item obrigatório de uso pessoal dentro da empresa. “Caso o funcionário não utilizar a máscara será advertido verbalmente ou por escrito, conforme as normas trabalhistas. Estamos fazendo diversas ações para que a doença não nos atinja e a utilização das máscaras é uma delas”.

Outro fator importante é o bom senso e a conscientização de cada empregado, que deve usar a máscara para garantir a sua saúde, dos colegas e também de seus familiares. Em hipótese alguma, deve-se levar a máscara para casa, pois há casos em que empregados não depositam as máscaras nos coletores e as levam para fora da empresa, o que é proibido. Cada máscara fornecida passa pelo processo de desinfecção industrial dupla, concomitante às orientações sanitárias dos órgãos oficias de saúde, quando agentes biológicos são destruídos de forma mais eficaz do que a lavagem caseira, aumentando a biossegurança interna e coletiva de todos os funcionários.

 

Como é realizado o processo de desinfecção das máscaras em tecido?

A desinfecção das máscaras na Dália Alimentos é realizada pela Lavanderia da Apae e consiste na remoção de agentes infecciosos, na forma vegetativa, de um objeto ou de uma superfície inerte, mediante a aplicação de agentes químicos ou físicos. Para a desinfecção é indicada a combinação de detergentes e desinfetantes químicos. Os detergentes têm como finalidade a limpeza, contendo em sua formulação tensoativos que reduzem a tensão superficial da água, facilitando a penetração, dispersando e emulsificando a sujidade.

Os desinfetantes são agentes químicos capazes de destruir microrganismos na forma vegetativa, divididos conforme o nível de atividade: alto nível, médio nível, nível intermediário e baixo nível. Os produtos químicos para pré-lavagem, lavagem, desinfecção e amaciamento são específicos para máscaras com finalidade de proteção biológica.

A Apae realiza todo o procedimento seguindo um protocolo de desinfecção dupla. As máscaras usadas são recolhidas em sacos exclusivos e lavadas em uma única máquina. Concluído o processo de desinfecção dupla é feita a separação, a inspeção, a dobra e a verificação das tiras de cada máscara com luvas de procedimento. As máscaras são colocadas em embalagens plásticas e enviadas para a Dália Alimentos.

As máscaras são lavadas em uma única máquina, num único volume, com procedimento de dupla desinfecção, adotando o seguinte protocolo: pré-lavagem (5 minutos em água fria com detergente concentrado), lavagem (10 minutos com água fria e detergente concentrado), desinfecção – 1ª etapa (8 minutos com água fria e desinfetante), desinfecção – 2ª etapa (8 minutos com água fria e desinfetante), enxague (4 minutos com água fria), neutralização (1 minuto com água fria), amaciamento (4 minutos com água fria e amaciante) e enxague (2 minutos com água fria). Após a lavagem, as peças seguem para a centrifugação por 5 minutos e, em seguida, são colocadas na secadora por 10 minutos a uma temperatura de 68ºC. Todo o processo leva em torno de 42 minutos.

 

Dália distribui máscaras para serem utilizadas fora da empresa

Outra ação da Dália Alimentos, visando à saúde dos funcionários e o combate ao contágio da Covid-19, foi a distribuição de máscaras, na cor verde, para serem utilizadas do trajeto de casa para o trabalho e vice-versa. Essa máscara é de uso pessoal e uma barreira física contra os germes, equivalente às máscaras descartáveis fabricadas pelas indústrias. O item pode ser higienizado em casa, com água sanitária. Cada funcionário está recebendo uma peça com as respectivas instruções de como higienizar, quando e onde usar. Foram confeccionadas três mil unidades e o excedente, em torno de 400, serão comercializadas posteriormente no Ambulatório da empresa para familiares de empregados.

 

Termometria

Todos os dias, ao chegar na empresa, é aferida a temperatura de cada funcionário, criando uma barreira importante para o controle da febre. Para isso criou-se um grupo composto por 42 pessoas, que foram capacitadas para medir o grau de aquecimento do corpo dos empregados. Segundo Carla, são sete equipes, além das cinco guaritas, que incluem aferição na entrada do prédio administrativo, de todas as indústrias, dos dois supermercados, das cinco agropecuárias e dos dois refeitórios. Para isso foram adquiridos 19 termômetros digitais infravermelho que detecta a temperatura à distância. “Criamos uma política chamada ‘Sinaleira’ em que existem três níveis para aferir a temperatura: 37,5Cº é sinal verde, em que o funcionário pode trabalhar normalmente; 37,6Cº ou 37,7Cº sinaliza que o empregado terá sua temperatura aferida e monitorada novamente ao longo do dia e 37,8Cº significa sinal vermelho, quando o funcionário é dispensado da empresa, recebe atestado médico por quatro dias e é orientado a procurar por uma Unidade de Saúde ou Vigilância Sanitária.

Legenda: Diretora da Apae, Stéfanie e responsável pela lavanderia Ana Mari, parceiras da Dália na lavagem de uniformes desde 2001 e agora das máscaras, médico do trabalho da Dália Gustavo Toaldo Dal Forno, odontóloga Carla e a técnica em enfermagem Adriana Pellizzari. Na foto, demonstrando o uso correto das máscaras e explicando o processo de lavagem e desinfecção

Assessoria de Imprensa Cooperativa Dália Alimentos

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.