Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Declaração do Imposto de Renda 2020 já pode ser enviado

Os contribuintes já podem enviar as informações para a Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF 2020). O prazo vai até às 23h59min59s do dia 30 de abril

199Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

O contribuinte que atrasar a entrega terá de pagar multa de 1% sobre o imposto devido ao mês. O valor mínimo é de R$ 165,74 e o máximo é de 20% do imposto devido.

O diferencial deste ano é a declaração pré-preenchida com a base de dados da Receita Federal, para o contribuinte que possuir o certificado digital, que só precisa validar os dados apresentados no ano passado. Quem não possuir o certificado digital pode solicitar a emissão em uma das autoridades certificadoras.

Quem deve declarar?

-quem recebeu mais de R$ 28.559,70 de renda tributável em 2019 (salário, aposentadoria, aluguel, etc.);

-ganhou mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte no ano (Ex.: poupança ou indenização trabalhista;

-teve algum rendimento com a venda de bens (móveis e imóveis);

-comprou e/ou vendeu ações na Bolsa de Valores;

-teve receita de atividade rural superior a R$ 142.798,50 ou que tenha prejuízo rural a ser compensado no ano-calendário de 2019 ou nos próximos anos;

-foi proprietário, até 31 de dezembro, de bens ou direitos com valor superior a R$ 300 mil;

-passaram a residir no Brasil durante qualquer período de 2019 e permaneceu no país até 31 de dezembro;

-tiveram isenção de IR na venda de um imóvel residencial e comprou outro num prazo de até 180 dias.

Deduções permitidas em 2020

No IRPF deste ano, o contribuinte poderá deduzir:

-despesas com dependentes – Até R$ 2.275,08 (se atendidas as regras da Receita);

-despesas com educação – Até R$ 3.561,50 (do contribuinte, dependentes ou alimentandos)

-doações – Até 6% do imposto devido (para os Estatutos da Criança e adolescente, e do Idoso;

-previdência complementar – Até 12% de rendimentos tributáveis

-gastos com saúde (ilimitado, desde que siga as regras da Receita).

Deduções excluídas

A partir deste ano, os contribuintes não poderão abater despesas relativas aos gastos com empregados domésticos (antigo código 50 da Declaração). Até o ano passado, era permitida a dedução de até R$ 1.251,07 dos gastos dos patrões de empregados domésticos com a Previdência Social e com a cota de acidente de trabalho. A dedução perdeu a validade com a caducidade da lei que estabelecia essa possibilidade.

Restituição antecipada

A Receita Federal irá antecipar o pagamento das restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física referentes ao exercício de 2020, ano-calendário de 2019. O primeiro lote está programado para o dia 29 de maio, com o último lote previsto para 30 de setembro.

No ano passado as restituições iniciaram no dia 17 de junho e se estenderam até o dia 16 de dezembro.

Outra mudança em relação ao ano passado está no número de lotes de restituição, que passa a ser cinco em vez de sete. As restituições serão priorizadas pela data de entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF), que deve ser feita pelo computador, utilizando o programa disponibilizado na página da Receita ou pela interface do Portal e-CAC, mediante a utilização de certificado digital. Outra opção é a utilização do aplicativo “Meu Imposto de Renda”, caso o contribuinte opte por fazer sua declaração através de dispositivos móveis.

Algumas categorias de contribuintes têm prioridade legal no recebimento da restituição: aqueles com 60 anos ou mais, sendo assegurada prioridade especial aos maiores de 80 anos; os portadores de deficiência física ou moléstia grave e contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Para realizar a declaração do imposto de renda, o contribuinte deve acessar o site oficial da Receita Federal.

Fonte: Rádio Encantado

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.