Notícias

Emater/RS-Ascar programa curso EAD de Produção de Morango em Substrato

0
Tempo de leitura: 1 minuto

O Curso de Produção de Morango em Substrato, um dos mais populares oferecidos pelo Centro de Formação de Agricultores de Teutônia (Certa), já tem data de sua primeira aula na modalidade Ensino a Distância (EAD) marcada: será na próxima quarta-feira (14/04), a partir das 13h30. Realizada em ambiente virtual a capacitação discutirá, neste primeiro módulo, o panorama do cultivo e a estrutura produtiva, dando ênfase às características ideais do substrato, montagem e enchimento (de slabs), furação, passagem dos gotejadores e lavagem do substrato, além de trabalhar questões relacionadas à regulagem do condutivímetro.

 

Marcado por ser um curso que conta com cerca de 90% de atividades práticas, a qualificação teve de ser adaptada aos tempos em que as exigências sanitárias da pandemia envolvem distanciamento social e redução de aglomerações. O coordenador do Certa e extensionista da Emater/RS-Ascar Maicon Berwanger explica que a ideia de criar o curso nesse formato foi a de suprir uma demanda “reprimida” que houve desde a paralização dos atividades presenciais por conta da covid-19. “O intuito é fazer com que ele seja não apenas teórico, tornando-o uma experiência dinâmica”, destaca.

 

A forma encontrada para esta interface foi realizar uma série de gravações em vídeo nas unidades didáticas do Certa – local onde ocorrem as capacitações -, onde os instrutores demonstram os temas de forma prática. “A ideia é não apenas ouvir, mas também ver aquilo que se aborda”, salienta Berwanger. No cronograma estão previstos quatro módulos, que totalizam 20 aulas, em que temas como fisiologia e manejo do morangueiro, controle de pragas e doenças e potencial econômico e produtivo da frutífera serão trabalhados. “Uma grade bastante semelhante a do presencial”, lembra o extensionista.

 

Os participantes assistirão às aulas na plataforma que a Emater/RS-Ascar destina especificamente para cursos e capacitações, o que facilita o acompanhamento. Ao final de cada módulo haverá uma aula de “tira dúvidas” pelo Google Meet, estando a primeira delas prevista para o dia 19 de abril.  Os quatro módulos ocorrerão de forma assíncrona, com os conteúdos permanecendo disponíveis para os participantes na plataforma. “Para passar de um módulo a outro será necessário responder um questionário para acessar o módulo seguinte”, explica Berwanger, que reforça que o objetivo é de que o curso seja bastante interativo, com trocas de experiências e de estratégias também entre os agricultores.

 

Para a primeira turma serão disponibilizadas 50 vagas para agricultores familiares para produtores dos municípios que integram as os regionais da Emater/RS-Ascar de Lajeado e de Soledade, por meio de convênio com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado. Os participantes receberão certificado ao final da qualificação e os interessados devem ter computador, tablet ou smartphone para inserção na atividade. Dúvidas podem ser obtidas nos escritórios municipais da Emater/RS-Ascar envolvidos.

 

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional de Lajeado

Andressa de Oliveira

Estátua de Cristo em Encantado, supera a RJ e vira maior do Brasil

Artigo anterior

ARVOREZINHA | Prefeito Jaime Borsatto faz boa avaliação de seus secretários

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.