Portal de Notícias Correio do Mate
Notícias

Encantado tem a primeira escola cívico-militar do RS

Convênio com o Estado será assinado na manhã da segunda-feira

917Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

Cercada de expectativas desde que foi anunciada no mês passado, a implantação da Escola Cívico-Militar Érico Veríssimo foi oficializada as 10h de segunda-feira, 13, nas dependências do educandário. Diversas autoridades deverão participar do ato de assinatura do convênio entre a Prefeitura – dado o fato de a escola ter sido municipalizada – e o Estado para o funcionamento da instituição.

O deputado estadual Tenente-coronel Zucco (PSL), foi o principal articulador do projeto de lei (PL) 331/2019, cujo texto abrange as escolas cívico-militares e foi aprovado em novembro de 2019 na Assembleia Legislativa. Será a primeira do gênero em território gaúcho.

Conforme a secretária municipal de Educação, Greicy Weschenfelder, trata-se de mais um passo para a evolução dos jovens encantadenses. Por enquanto, são 130 alunos matriculados, mas a estrutura pode comportar até 1000 alunos. Os atuais terão preferência e serão feitas reuniões para explicar as mudanças e definir permanências e eventuais saídas. Formas de ingresso serão divulgadas nos próximos dias.

A educação cívico-militar vai abranger estudantes do primeiro ao nono ano, ou seja, não inclui a pré-escola. Não haverá interferência nos conteúdos lecionados, que obedecerão à grade curricular tradicional. Equipe diretiva e coordenação pedagógica serão formadas por profissionais que já fazem parte do quadro funcional da Administração.

Para a próxima semana, inclusive, também está prevista a abertura de um processo seletivo simplificado para contratação de mais docentes, que receberão uma formação voltada ao ensino cívico-militar. Todas as questões pedagógicas e de gestão perpassam à Secretaria Municipal de Educação.

Disciplina

O diferencial será da sala de aula para fora. Tarefas como abertura dos portões e ensinamentos como formação de fila na entrada e saída das aulas, receber o professor em pé e resolução de conflitos internos competirão aos monitores militares da reserva. Eles serão escolhidos pela Brigada Militar, por isso a importância da parceria com o Estado.

A gratificação de retorno será paga pela Prefeitura, mas as normas seguidas serão as da corporação. Nesse sentido, a secretária destaca que será a buscada a máxima integração entre as partes para o melhor desenvolvimento dos trabalhos. “A escola será um divisor de águas e é uma ação que visada na melhoria constante da qualidade de ensino para Encantado”, concluiu Greicy.

Futura diretora, a professora Josi Moretto da Conceição Silva destaca que a chegada da instituição atende aos anseios da comunidade encantadense. Durante a construção da base comum curricular local, pais e responsáveis pediram o resgate do civismo, respeito e ordem dentro das instituições. “Eu fico feliz em saber que a educação é uma preocupação de todos. Ao meu ver, será sim um desafio, ainda estou conhecendo o programa.

De qualquer forma, acredito que grandes resultados são obtidos somente com trabalho, amor e planejamento. Parabéns Encantado pela conquista”, finalizou. Josi assumirá o cargo a partir da publicação da portaria, prevista para o próximo dia 26.

Antecedentes

A chegada da instituição partiu de um movimento da vereadora Jaqueline Taborda (PDT), baseado no interesse do governo federal no reforço desse tipo de ensino. Entre abril e maio do ano passado, ela iniciou o trabalho com a então executiva local do Partido Social Liberal (PSL). Foi feita uma divulgação no Centro e um abaixo-assinado, que obteve centenas de adesões. Entidades e autoridades de diversos órgãos também manifestaram apoio.

Mesmo com uma ampla rejeição na Câmara na época, a parlamentar seguiu em frente e realizou diversas viagens ao longo do ano para Porto Alegre a fim de buscar meios de viabilizar a escola cívico-militar, com levantamento de documentos e formalização de parcerias. A existência de um local amplo e equipado foi determinada para a cidade ser escolhida.

 

Detalhe

O prefeito Adroaldo Conzatti defendeu a municipalização da então Escola Estadual de Ensino Fundamental Érico Veríssimo, ocorrida em meados de novembro, por acreditar que o espaço era subaproveitado. Além de estar localizada em área central, a instituição conta com salas amplas e todas climatizadas, videomonitoramento, salas de música, artesanato e cinema, centro de informática, pátio coberto, biblioteca, cozinha, refeitório, horta, horto medicinal, quadra poliesportiva e duas praças. É uma das instituições de ensino públicas mais bem equipadas da cidade e arredores.

Marcel Lovatto – Jornal O Informativo

Portal de Notícias Correio do Mate
Gemerson Rogerio Santos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.