Portal de Notícias Correio do Mate
DestaqueNotíciasPolícia

ESPUMOSO | Elas não salvam animais, mas vidas!

Grupo SOS Animais de Espumoso pede ajuda da comunidade

(Esq.p/dir.) Morgana Klein, medica-veterinária, Jaquelini Pauli, Delegada de Polícia, Jordana Moares e Maristela Vilarinho, voluntárias
285Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

São pelo menos de 8 a 10 ligações por dia que as voluntárias do SOS Animais, de Espumoso recebem de denúncias de animais abandonados, maltratados ou doentes, na grande maioria cães e gatos.
Não há uma estatística exata sobre o número de animais que se encontram enquadrados em um desses casos citados, mas pelo volume de chamadas que as voluntárias recebem, estima-se que sejam em centenas.
Jordana Moraes e Maristela Vilarinho fazem parte de um grupo chamado SOS Animais, que ainda não possui uma formalização como ONG, mas que se denomina dessa forma como maneira de serem identificadas pelas pessoas que precisam informar ou denunciar maus-tratos com animais.
Porém, tem sido um trabalho árduo, sem trégua e que requerer investimento financeiro para ser mantido.
Apesar da médica veterinária Morgana Klein também ser voluntária do grupo, sua clínica é usada para atender os animais, assim como a clínica da veterinária Maiara Vieira, também voluntária. Então existem despesas a serem custeadas e especialmente medicações caras e alimentação para os animais que ficam por períodos alojados na própria clínica, que não tem espaço para atender a demanda.
Tanto Jordana quanto Maristela apontam para a falta de humanidade das pessoas que abandonam cães e gatos quando os mesmos estão muito velhos ou doentes e não querendo ou não podendo gastar com tratamentos, preferem o abandono e sequer procuram ajuda do SOS Animais para buscar uma solução.
O caso é que o grupo precisa da ajuda da comunidade para continuar trabalhando, e doações são bem-vindas, em ração, medicamentos e dinheiro para a compra dos mantimentos e pagamento do tratamento dos mesmos.
Conta Jordana que o SOS Animais não possui um local fixo onde os animais possam ser cuidados até que consigam uma adoção, então com o volume de denúncias, tem sido desesperador ver a situação de muitos animais e não conseguir atender a todos.
Mas tem sido, na opinião das voluntárias crucial o apoio que estão recebendo da Polícia Civil, da Delegada Jaquelini Pauli e sua equipe que tem feito um trabalho exemplar em coibir e punir na forma da lei, pessoas que colocam os animais em condições de maus tratos.
A Delegada informa que no caso de cães e gatos, uma vez lavrado o flagrante de uma situação de maus-tratos, o autor será levado direto para a prisão sem a possibilidade de fiança. Sua liberação somente poderá ser feita mediante análise do Juiz. Já para a prática com outros animais, como cavalos, por exemplo, muito utilizados para trabalho de catadores, é lavrado um boletim de ocorrência e aplicada as sanções legais.

Como ajudar
O Grupo possui uma página no Facebook chamada SOS Animais Espumoso, onde as pessoas podem entrar em contato tanto pela página quanto pelos telefones disponibilizados. Uma Vakinha na internet também possibilita a doação de forma identificada ou anônima. Acesse o link em anexo e vá direto para a vakinha e dê sua contribuição.

https://vaka.me/1535926

Portal de Notícias Correio do Mate
Gemerson Rogerio Santos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.