NotíciasPolítica

ESPUMOSO | “Precisamos aprender a conviver com a pandemia”

0
Tempo de leitura: 2 minutos

O prefeito de Espumoso, Douglas Fontana (PDT) esteve no programa Bate Papo, que vai ao ar às terças e quintas-feiras, pelo Facebook do Correio do Mate. Foi no dia 16 de março onde foram pautados vários assuntos envolvendo a comunidade de Espumoso e também a região.

Pandemia

O prefeito pautou todas as ações que foram desenvolvidas pelo seu governo no combate a pandemia do coronavírus, com investimentos na cidade e na saúde das pessoas, assim como o aporte financeiro para que o Hospital São Sebastião pudesse dar atendimento aos espumosenses. Se demonstrou contrário as decisões do governo do Estado, especialmente no período em que o Rio Grande do Sul ficou 100% na bandeira preta dado o aumento exponencial de contaminados pela Covid-19, entendo que a forma como estabelecida a cogestão em que os prefeitos administravam baseado em protocolos, a situação do comércio de suas cidades, como voltou agora, era o sistema ideal. Com a determinação do governador impondo o que era ou não essencial e o que deveria ou não funcionar, criou uma pressão desnecessária nos prefeitos e uma crise com o setor comercial das cidades.

“Precisamos aprender a conviver com a pandemia, seguindo os protocolos, se cuidando, até que todos estejamos vacinados e mesmo assim seguir se cuidando até que tudo isso passe, o que não tem data para acontecer, então o medo não é o melhor sentimento”, afirmou o prefeito, que também aderiu ao programa de aquisição de vacinas via consórcios intermunicipais.

Dentro do mesmo assunto o prefeito acha que o governador deveria ouvir mais os prefeitos, pois estão empenhados em fazer o melhor pelas pessoas e conhecem a realidade de seus municípios.

Clair Kuhn na Assembleia

Apesar de não ser do partido do ex-prefeito de Quinze de Novembro, MDB, que assumiu uma cadeira na Assembleia, o prefeito Douglas Fontana entende como muito importante a região ter representação na Assembleia do Rio Grande do Sul, o que há muitos anos não acontecia. Espumoso teve um único deputado eleito que foi o ex-prefeito João Odil Moraes Haas, e depois disso nenhum espumosense conseguiu esse êxito. E na própria região é pouca a representação. Esclareceu que tem bom apoio de deputados como Eduardo Loureiro, por exemplo, que é da região de Santo Angelo, mas que seria importante o Alto Jacuí pensar na possibilidade de direcionar apoio a nomes da região, caso eles surjam nas próximas eleições.

Reforma Administrativa

Desde dezembro o prefeito iniciou uma reforma administrativa na prefeitura municipal que envolveu reformas no prédio e também na organização das secretarias que passou a contar com a Secretaria Geral de Governo, que está nas mãos de Simonara Copini Pastório, entre outras situações no quadro que o prefeito entendeu como necessário para melhor andamento dos trabalhos. Ele mesmo afirmou que seu segundo mandato também serve para refletir sobre o que foi bom e o que precisa ser melhorado. Estruturalmente, dentro do prédio o acesso passa a ser pela porta principal da prefeitura e a lateral, antes usada pelo público em geral, fica apenas para os servidores. Paredes derrubadas em três andares do prédio, com colocação de divisórias em vidro, permite melhor integração dos servidores, melhoramento do ambiente e por sua vez motiva o trabalho e melhora o controle das atividades, pois como disse, todos estão ali para dar o melhor de si em prol do cidadão espumosense. Está previsto na reforma a implantação do projeto da capatazias que não foi possível na sua gestão anterior. Em que o município fica dividido no interior como metade norte e metade sul e o maquinário, assim como servidores atuarão nas capatazias próximos de onde o trabalho de recuperação de estradas e atividades das propriedades rurais precisa ser feito, otimizando tempo, tornando as ações nesse cenário mais eficientes e rápidas. “Espumoso possui mais de 2 mil quilômetros de estradas no interior entre acessos principais e secundários, precisamos observar isso e tornar o serviço de recuperação e manutenção melhor, até porque o município é grande produtor de grãos e o escoamento da produção precisa de estradas de qualidade”, afirmou.

Outras obras

Durante a entrevista o prefeito apontou o andamento de obras que não pararam, como do complexo esportivo próximo ao parque municipal de eventos, a estrutura de esportes no bairro Arroio, a piscina de hidroginástica ao lado da assistência social para futuras aulas de natação e trabalho com o público da terceira idade, novos recapeamentos de ruas que serão realizados, o início das obras da capela mortuária em frente ao cemitério municipal, e novos projetos que serão anunciados pela Administração, como a pista de arrancada que será um dos pontos para realização de eventos automobilísticos incrementando o comércio local com eventos de grande porte, gerando emprego e renda. Para este empreendimento esportivo, o prefeito pretende usar recursos da venda do patrimônio da estação rodoviária, segundo ele que não tem mais a mesma função de antigamente e que precisa ser atualizada para a realidade de hoje. Na área da educação o prefeito anunciou a ampliação da Escola Alexandre Tramontini para a aumentar o número de oferta de vagas para o turno inverso, em que os alunos vão para a escola e lá permanecem o dia todo, com aulas em um turno e atividades diversas no outro. Para o prefeito quanto mais tempo as crianças permanecem na escola, melhores cidadãos serão formados.

Sobre a coragem para governar

Questionado sobre o comportamento de um prefeito para governar quanto é administrar questões técnicas e jurídicas e quanto é coragem, Douglas Fontana afirmou que coragem é muito mais do que qualquer outra coisa. Vontade de fazer. “Um prefeito precisa estar bem assessorado juridicamente, mas não pode ser escravo do processo nem das leis, precisa encontrar os caminhos legais para fazer as coisas acontecerem. Desde que esteja bem-intencionado, e que haja moralidade, legalidade e transparência, é preciso encontrar os caminhos. E se algo não se enquadra dentro das leis atuais, cabe fazer com que as leis sejam ajustadas à realidade dos fatos. O Tribunal de Contas esta para fiscalizar assim como os vereadores, os atos do governo, mas tudo precisa ser explicado”, disse Fontana.

Entrevista completa acesse o link:

https://www.facebook.com/442570642618221/videos/1179800279143918

Gemerson Rogerio Santos

ILÓPOLIS | A Brigada é segurança, mas também é proteção

Artigo anterior

AGROTUDO | Rio Grande do Sul será o 2º maior produtor de soja do país, diz Aprosoja-RS

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.