Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Estado define medidas para diminuir impacto da estiagem na região Sul do RS

Leite solicitou reuniões entre secretarias e a Corsan para que as demais demandas dos municípios possam ser estudadas

104Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

O governo do Estado definiu algumas das medidas que serão tomadas para dar suporte aos municípios afetados pela estiagem no Estado – em especial da região Sul, impactados com mais intensidade pela falta de chuva.

Embora algumas medidas ainda estejam em estudo, o governador Eduardo Leite autorizou a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e a Secretaria de Obras e Habitação (SOP) a tomarem providências imediatas. A decisão foi anunciada na noite da quinta-feira (5/3), depois de reunião com secretários das pastas envolvidas na questão.

Por parte da Secretaria da Agricultura, o secretário adjunto Luiz Fernando Rodriguez Júnior explicou que a Seapdr vai acelerar a entrega de cerca de 40 microaçudes em municípios na região Sul. Além disso, providenciará, com maior rapidez, a entrega de kits de irrigação. A logística de transporte receberá o auxílio da Brigada Militar.

A Secretaria de Obras e Habitação se encarregará do processo de liberação de R$ 250 mil, referente à contratação de horas-máquina. Serão 12 municípios beneficiados – entre os quais Arroio Grande, Canguçu, Pedras Altas e São Lourenço –, todos no Sul do Estado. Ainda carente de análise pelo departamento jurídico, a verba deve ser liberada em breve.

A Defesa Civil também se comprometeu a aumentar o número de agentes disponíveis em todo o Estado. Além disso, seguirá, com mais agilidade, analisando a documentação enviada por prefeituras, a fim de fazer um levantamento da quantidade de perfuração de poços e de caixas d’água necessários.

Por último, uma Estação de Tratamento de Água (ETA) da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) em Capão do Leão, em fase de conclusão de obras, entrará parcialmente em funcionamento neste fim de semana, a fim de garantir o fornecimento de água na cidade.

O governador Leite ainda solicitou mais reuniões entre a Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), SOP, Seapdr e a Corsan para que as demais demandas dos municípios possam ser estudadas.

Na próxima quarta-feira (11/3), o governador pretende se reunir com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para conversar sobre um possível auxílio aos municípios por parte do governo federal.

Na quarta-feira (4/3), o governador recebeu prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), que entregaram um documento com demandas referentes ao período de estiagem. Leite havia se comprometido a se reunir com os representantes das secretarias envolvidas na questão para discutir o assunto já nesta quinta.

Participaram da reunião os secretários Juvir Costella (Logística e Transportes), Artur Lemos Júnior (Meio Ambiente e Infraestrutura), José Stédile (Obras e Habitação), Luiz Fernando Rodriguez Júnior (adjunto da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural), Claudio Gastal (Governança e Gestão Estratégica), Roberto Barbuti (diretor-presidente da Corsan) e o coronel Júlio César Rocha Lopes (chefe da Casa Militar e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil).

Fonte: https://www.estado.rs.gov.br

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.