Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Estudo estima que estado tenha mais de 5600 pessoas infectadas pela Covid-19

Pesquisa coordenada pela UFPel testou e entrevistou cerca de 4500 pessoas em nove cidades. Em Passo Fundo, estudo foi realizado com o apoio da UPF, UFFS e Imed

134Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate
Foram divulgados na tarde desta quarta-feira, dia 15 de abril, os dados referentes à primeira fase da pesquisa inédita no Rio Grande do Sul que visa estimar, com base científica, o percentual da população gaúcha infectada pela Covid-19 e o ritmo de avanço da pandemia no estado. Os dados foram apresentados pelo reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) Pedro Rodrigues Curi Hallal, durante uma coletiva de imprensa realizada pelo governador Eduardo Leite, no Palácio do Piratini. De acordo com a pesquisa, a estimativa é de 5650 pessoas tenham sido infectadas pela Covid-19 no Rio Grande do Sul. Segundo os pesquisadores, estima-se que para cada caso notificado, existam cerca de quatro casos não notificados.

Nesta primeira etapa do estudo, que é coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) foram entrevistadas e testadas 4189 pessoas em nove cidades: Pelotas, Santa Maria, Santa Cruz, Uruguaiana, Passo Fundo Ijuí, Caxias Canoas e Porto Alegre. Em Passo Fundo, o estudo contou com o apoio da Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e Instituto Meridional (Imed). No município, foram 500 pessoas foram entrevistadas e testadas por professores, pesquisadores e estudantes das instituições de ensino. As visitas domiciliares ocorreram entre os dias 11 e 13 de abril.

A pesquisa busca estimar o percentual de gaúchos com anticorpos para o vírus; a velocidade de expansão da infecção ao longo do tempo; o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas; e cálculos precisos de letalidade. Para os pesquisadores, o número gerado nesta primeira etapa mostra que a pandemia está em estado inicial no estado, principalmente devido às medidas de distanciamento social, adotado por cerca de 80% da população, e de cuidados com a higiene e etiqueta respiratória adotadas nas últimas semanas. A tendência, de acordo com o reitor, é que os números aumentem nas próximas fases que devem iniciar em duas semanas.

Sobre a pesquisa
A pesquisa inédita, encomendada pelo Governo do Rio Grande do Sul à Universidade Federal de Pelotas (UFPel), irá estimar a proporção de casos de infecção pelo coronavírus no Estado, incluindo pessoas sem sintomas, conhecer a evolução (velocidade) de propagação do coronavírus e auxiliar na elaboração de estratégias de saúde pública para o enfrentamento da pandemia. O Rio Grande do Sul é pioneiro em obter dados de prevalência da Covid-19. As próximas etapas serão realizadas em intervalos de quinze dias, com inícios previstos para 25 de abril, 9 de maio e 23 de maio.

O estudo conta ainda com o apoio do Ministério da Saúde e a parceria de outras instituições de ensino superior pública e privadas no RS e é financiado pela Unimed Porto Alegre, Instituto Cultural Floresta, também da capital, e Instituto Serrapilheira, do Rio de Janeiro.
Fonte: Assessoria de Imprensa UPF
Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.