GeralNotícias

Governo lança sistema de acompanhamento de internações por Covid-19 no RS

0
Tempo de leitura: 1 minuto

O acompanhamento diário dos casos de internação por Covid-19 no Rio Grande do Sul começa a ser implementado pela Secretaria da Saúde (SES) por meio do sistema de monitoramento de leitos.

O sistema foi desenvolvido pela SES, em conjunto com a Secretaria de Governança e Gestão Estratégica e a Procergs. Permite que sejam confirmados pelos hospitais os números de leitos clínicos, leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) e até de respiradores disponíveis.

O objetivo do monitoramento é melhorar a ocupação dos leitos, potencializando as vagas e facilitando transferências que podem ser necessárias por parte da regulação. O sistema vai gerar um panorama completo de cada momento da rede hospitalar pública e privada para fins de análise e tomadas de decisões e ações dos gestores da SES.

Serão avaliados fatores como:

1) Taxa de ocupação na rede pública e privada;
2) Capacidade instalada e aumentos programados no Plano de Contingência;
3) Número de respiradores disponíveis em todo o RS;
4) Locais de maior ocupação de leitos/pacientes por município/região/hospital;
5) Situação de pacientes com relação aos demais sistemas existentes para vigilância em saúde e regulação hospitalar.

Para a efetivação do sistema, os hospitais gaúchos farão o cadastro no aplicativo disponibilizado pela SES inserindo dados sobre a sua capacidade instalada. As instituições hospitalares também alimentarão o sistema diariamente, atualizando informações sobre pacientes com suspeita de Covid-19 ou outra síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

O preenchimento dos campos prevê se as internações são pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou por planos de saúde privados e quantos pacientes hospitalizados com Covid-19 ou outra SRAG se encontram utilizando respiradores.

Os hospitais terão de fornecer:

• Número do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES);
• Nome do estabelecimento, município e CPF do informante;
• Número de leitos UTI adulto operacionais totais (SUS e privados);
• Número de leitos UTI adulto operacionais SUS;
• Número de leitos para adultos operacionais totais fora da UTI, com possibilidade de internação Covid-19;
• Número de leitos UTI pediatria neoneonatal operacionais totais (SUS e privados);
• Número de leitos UTI pediatria e neonatal operacionais SUS;
• Número de respiradores fora das UTI;
• Número de monitores cardíacos.

Fonte: Governo do Estado

Andressa de Oliveira

Estado planeja novo envio de materiais de proteção nesta semana

Artigo anterior

PGE publica enunciados explicativos sobre atividades elencadas no Decreto de Calamidade Pública

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Geral