Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Governo libera R$500 milhões para compra de alimentos da agricultura familiar

Após mais uma demanda encaminhada pela FETAG-RS, o Governo Federal anunciou, nesta segunda-feira (27), o aporte de R$500 milhões operacionalizados pelo Ministério da Cidadania para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)

119Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

Após mais uma demanda encaminhada pela FETAG-RS, o Governo Federal anunciou, nesta segunda-feira (27), o aporte de R$500 milhões operacionalizados pelo Ministério da Cidadania para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).
.
A medida provisória 957/2020, publicada na edição do Diário Oficial da União, especifica R$220 milhões para o PAA doação Simultânea via CONAB, R$150 milhões para PAA Doação Simultânea por meio de adesão por prefeituras e Estados. Os agricultores e as cooperativas, agroindústrias e associações da agricultura familiar podem acessar estes valores via chamada pública.
.
É importante que os Sindicatos dialoguem com as prefeituras dos municípios para encaminhar a adesão ao programa com o Governo Federal. E as Prefeituras que já tem o termo de adesão firmado, devem realizar o procedimento de chamada pública para fazer a aquisição dos alimentos.
.
A demanda chegou até o governo através da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, presidida pelo deputado federal gaúcho Heitor Schuch.
.
Para o presidente da FETAG-RS, Carlos Joel da Silva, “a FETAG-RS, mais uma vez, acionou a bancada gaúcha em Brasília para viabilizar recursos que beneficiam a agricultura e a pecuária familiar. O PAA é uma importante forma que as famílias têm para comercializar suas produções, principalmente agora em que estamos sendo afetados pela estiagem e pelo Coronavírus”.

Fonte: Fetag RS

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.