Notícias

GUAPORÉ | Extensionista da Emater/RS-Ascar apresenta “case” de sucesso na melhoria da qualidade do solo

0
Tempo de leitura: 1 minuto
A Emater/RS-Ascar, juntamente com a Universidade de Caxias do Sul (UCS), apresentou para prefeitos e secretários de 49 municípios o projeto “Melhoria da Qualidade do Solo das Culturas e Criações da Serra Gaúcha”. O evento de lançamento, realizado de forma on-line, contou com a participação do presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, do reitor da UCS, Evaldo Kuiava, e integrantes da coordenação geral, técnica e administrativa da proposta que visa promover o uso correto dos solos, garantindo a sustentabilidade dos sistemas e, consequentemente, a melhora nos rendimentos das culturas e criações. O extensionista da Emater/RS-Ascar, Tiago Oliveira Figueiredo, foi um dos convidados e apresentou um “case” de sucesso de uma propriedade rural de Guaporé.
O projeto, que utilizará como indicadores para mensurar a melhoria da qualidade do solo de aproximadamente três mil propriedade rurais o aumento das áreas com plantas de cobertura e de melhoramento de campo nativo com introdução de espécies forrageiras e a elevação do teor de matéria orgânica no solo, prevê a execução de atividades individuais e coletivas ao longo de quatro. A coleta do solo para análise, visitas técnicas para acompanhamento, orientações técnicas e capacitações fazem parte da proposta.
Figueiredo, juntamente com os colegas do escritório da Emater/RS-Ascar de Guaporé, desenvolve há tempos projetos, junto aos produtores rurais, para melhorar a qualidade do solo. Uma delas, a demostrada durante o lançamento do projeto, é de uma área de 12 hectares de lavoura de soja com a BMX Ativa RR do agricultor Luciano Toldi, morador da Linha Oitava. Em uma significativa parte da lavoura que tinha solo exposto, compactado, sulcos, plantas espontâneas e soja guaxa, houve a construção de curvas de nível, orientações de correção e adubação do solo, a implantação de plantas de cobertura, implantação de plantas recuperadoras e cicladoras de nutrientes, a rotação de culturas e a formação de palhada para o verdadeiro plantio direto. Após receber os cuidados necessários, a área transformou-se em um solo saudável, com retenção de água e nutrientes, redução de infestantes e sem erosão, melhorando o potencial produtivo.
“O solo para a agricultura é, sem sombra de dúvida, um componente fundamental. Sem um solo bem estruturado, não conseguimos obter grandes produtividades e o custo para a manutenção acaba se tornando da cada vez mais alto. Devido à erosão, verificada em muitas propriedades, elaboramos e apresentamos propostas para os agricultores. Colocamos em prática e obtemos bons resultados de produtividade nas mais diversas culturas, em especial na soja (70 a 80 sacas por hectare) e no milho (135 sacas por hectare)”, disse Figueiredo que destaca como vantagens do cultivo de cobertura a promoção da saúde do solo, retenção de nutrientes, controle de erosão e redução de infestantes.
Conforme o extensionista, O trabalho de visitas e diagnóstico das lavoras acontece após a colheita das culturas de verão até o mês de junho.
“Os agricultores interessados poderão entrar em contato conosco aqui no Escritório da Emater/RS-Ascar de Guaporé pelo telefone 3443.1573”.
Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Texto: Eduardo Cover Godinho
Foto: Ilustração
FONTE: Rádio Aurora
Andressa de Oliveira

GUAPORÉ | Paróquia prepara ordenação ao Diaconato Permanente

Artigo anterior

“Ele é um craque em picar as pernas”, afirma biólogo sobre mosquito da dengue

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.