GeralNotícias

Leite aponta “falta de fôlego econômico” e “redução de demanda hospitalar” para voltar com cogestão

0
Tempo de leitura: 1 minuto

O governador Eduardo Leite avaliou nesta quarta-feira que o retorno da cogestão no Sistema de Distanciamento Controlado e ‘serviços não essenciais’ a partir de 22 de março se dará pelo limitado “fôlego econômico” da população e pelos “sinais de uma redução efetiva da demanda” por leitos hospitalares. De acordo com o tucano, “a pressão sobre o sistema hospitalar começa a ceder fortemente, depois de ter havido um aumento de em média 350 leitos por dia a mais sendo ocupados”, graças às “duas semanas e meia que temos de restrições mais severas”. Ainda assim, as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Estado operam há 15 dias com lotação máxima.

Leite garantiu a volta será acompanha de “medidas severas de restrição ainda, como toque de recolher e suspensão geral das atividades no final do semana e intensa fiscalização”. O governador também apontou que fatores econômicos motivaram a decisão.

*Correio do Povo

Edição: Planetário

Andressa de Oliveira

ANTA GORDA | Cidade decorada para uma Páscoa de esperança

Artigo anterior

Governo do RS vai permitir reabertura do comércio a partir de 22 de março, com novos protocolos

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Geral