GeralNotícias

Mais de 1,6 mil alunos sem aulas presenciais por falta de funcionários

0
Tempo de leitura: 1 minuto

A falta de profissionais impede o retorno às aulas presenciais de oito escolas estaduais na região. No total, mais 1,6 mil estudantes são impactados. Nestas escolas, faltam serventes de limpeza e merendeiras para possibilitar a retomada dos encontros nas escolas.

De acordo com a 3ª Coordenadoria Regional de Educação, estes profissionais serão contratados por meio de uma empresa terceirizada. A previsão inicial era de que a situação fosse resolvida até a sexta-feira da semana passada, dia 21. Porém, uma semana depois, o panorama segue o mesmo.

De acordo com a coordenadora da 3ª CRE, Cássia Benini, não se sabe o que aconteceu para a data não ser cumprida. O órgão ainda não tem perspectivas por parte do governo estadual, responsável por fazer a contratação da empresa terceirizada.

“Estamos ansiosos para esse retorno. Estamos fazendo todos os movimentos possíveis para que essas escolas retornem com as aulas presenciais o quanto antes”, comenta Cássia.

Em contato com a Secretaria Estadual da Educação (Seduc), o governo informou que já encaminhou a contratação por meio de uma empresa terceirizada. A solicitação será atendida em até 10 dias.

Uma das escolas afetadas é a José Pretto, no interior de Progresso. Eles aguardam a contratação de uma merendeira. A escola atende 36 alunos do 1º ao 9º ano. A diretora Elis Regina Titello Orlandi comenta que a comunidade escolar aguarda ansiosa a possibilidade de voltar a receber os alunos de maneira presencial.

“Ainda bem que a nossa comunidade é excelente, com pais e alunos participativos. A aprendizagem está sendo afetada, mas ainda bem que são alunos comprometidos. Eles vêm pra escola, retiram as atividades e fazem em casa. Mas claro que estamos todos apreensivos com isso, esperando a sinalização do retorno, porque é isso que nós mais queremos”, diz a diretora.

FONTE: A Hora

Andressa de Oliveira

ARVOREZINHA | Vereador Emir solicita obras de acessibilidade

Artigo anterior

ARVOREZINHA | Polícia deflagra Operação Strike

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Geral