Notícias

PC diz que autor de chacina em escola de SC planejou crime e agiu de forma consciente

0
Tempo de leitura: 1 minuto

A Polícia Civil de Santa Catarina confirmou, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (14), que Fabiano Kipper Mai, 18 anos, planejou a chacina na Escola Pró-Infância Aquarela, em Saudades (SC), e agiu de forma consciente.

— Ele tem que ser responsabilizado pelos crimes que cometeu — destacou o delegado Jeronimo Marçal Ferreira.

Fabiano Kipper Mai matou a facadas três bebês – Sarah Luiza Mahle Sehn, um ano e sete meses, Anna Bela Fernandes de Barros, um ano e oito meses, Murilo Massing, um ano e nove meses – e duas professoras – Mirla Amanda Renner Costa, 20 anos, e Keli Adriane Aniecevski, 30.

— A raiva dele era contra qualquer pessoa. Ele atacaria qualquer pessoa em algum momento e deixou bem claro que (a escolha pela escola Aquarela) foi pela fragilidade das vítimas do local — afirmou o delegado.

De acordo com Ferreira, o autor da chacina tentou comprar arma de fogo, mas não conseguiu. O objetivo inicial de Mai, segundo a Polícia Civil, era atacar pessoas com quem ele convivia na escola. No entanto, sem arma de fogo, achou que não conseguiria enfrentar os colegas, então mudou o alvo: atacou a Escola de Educação Infantil.

O autor da chacina teve alta do Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, no começo da manhã desta quarta-feira (12) e foi transferido para o Presídio Regional de Chapecó. Ele prestou depoimento no hospital na segunda-feira (10). Delegado Ferreira disse que, na ocasião, Mai confessou o crime e afirmou que planejou a chacina sozinho.

Fabiano Kipper Mai foi indicado por cinco homicídios triplamente qualificados e uma tentativa de homicídio triplamente qualificado.

fonte: Grupo ZH

Andressa de Oliveira

ARVOREZINHA | Resultado preliminar de classificação do processo seletivo simplificado para o cargo de Técnico (a) em Enfermagem

Artigo anterior

FONTOURA XAVIER | Presidente da FAMURS visita município

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.