Portal de Notícias Correio do Mate
GeralNotícias

Poder Judiciário da Comarca de Guaporé destina recursos para hospitais

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS) está, assim como outras instituições, repassando verbas administrativas para entidades públicas e privadas da área de saúde para o combate ao avanço da Covid-19

63Visualizações
Portal de Notícias Correio do Mate

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS) está, assim como outras instituições, repassando verbas administrativas para entidades públicas e privadas da área de saúde para o combate ao avanço da Covid-19 pelo território gaúcho. Os recursos, que giram até o momento em torno de R$ 8 milhões, apresentam um importante reforço para que as unidades hospitalares, profissionais de saúde e de estabelecimentos penais que estão na linha de frente possam contar com todos os equipamentos e materiais necessários para o tratamento dos infectados pelo coronavírus (SARS-Cov2).
Em Guaporé, o Poder Judiciário da Comarca, sob direção do juiz Dr. João Carlos Inácio, através dos valores depositados na Conta das Penas Alternativas, contribuirá com a destinação de verba em favor de três unidades hospitalares, devidamente cadastradas junto ao Sistema Único de Saúde (SUS). Para o repasse houve o embasamento no número de casos confirmados da infecção da Covid-19, número de habitantes por unidade de atendimento e a quantidade de leitos hospitalares. Foram liberados os seguintes recursos: R$ 8.716,74 para o Hospital Nossa Senhora do Rosário; R$ 8.382,11 para o Hospital Manoel Francisco Guerreiro; R$ 3.180,92 para o Hospital São Roque.
Todo o valor, que somado alcança a quantia de R$ 20.279,77, já está depositado e poderá ser utilizado para a aquisição, por exemplo, de máscaras, luvas, toucas, aventais, álcool saneante, equipamentos de proteção individual, antibióticos, equipamentos respiratórios e oxigênio, entre outros itens, necessários ao diagnóstico, prevenção e combate a pandemia.

Fonte: Rádio Aurora 107.1 FM

Portal de Notícias Correio do Mate
Sandra Meotti

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.