GeralNotícias

SOLEDADE | Instituições privadas de educação infantil pedem retorno das atividades

0
Tempo de leitura: 1 minuto

Após permanecerem 9 meses fechadas, as escolas privadas de educação infantil novamente estão impedidas de atender. Desde o dia 3 de março, com a classificação da bandeira preta, as instituições não puderam mais receber alunos e na manhã desta quinta-feira, 25/3, foi realizado um protesto em Soledade pedindo o retorno das atividades.

Embora o Governo do Estado tenha sancionado a lei que torna a educação como serviço essencial, uma liminar da justiça impede a volta as aulas enquanto estiver sob o nível máximo de restrição. As proprietárias alegam que as privadas não podem ser comparadas com a rede pública, uma vez que a quantia de alunos é muito menor.

De acordo com Luciana Oliveira Batista, ninguém contesta a pandemia e ressalta que foram realizados investimentos para poder atender os alunos com segurança. “Recebemos número menor de crianças, atendendo todos os protocolos e mantendo todos os cuidados necessários, possuímos o plano de contingência aprovado, seguindo todas as exigências”, destaca.

Leila Quadros pontua que muito além da situação financeira das instituições, em primeiro lugar está a necessidade dos pais dispor de um local seguro para deixar seus filhos. “A grande maioria já retornou ao trabalho e precisam dos nossos serviços, pois dispomos de espaço adequado para isto, porém estamos impedidos”, assinala.

Como providências que já tomadas, elas informam que foi criado um abaixo-assinado, que contou com mais de 600 assinaturas e entregue para prefeita Marilda. “Da mesma forma, estamos com outro em nível de Estado, que já tem mais de 3 mil assinaturas, onde este queremos que chegue nas mãos de algum deputado, para que interceda por nós junto ao judiciário”, explica Luciana.

O vice-prefeito, Sérgio Portela da Silva esteve na mobilização e disse que o executivo municipal é sensível a reivindicação da categoria. “Elas estiveram em reunião conosco, apresentando as situações pontuais de cada uma, e entendemos ser necessário o retorno das suas atividades, tanto pela necessidade dos pais, como também financeira”, aduziu.

Por fim, ele disse que o município estuda possibilidades junto ao jurídico para encontrar alternativas que possam minimizar os impactos. “Estamos em estudos para ver se podemos prorrogar prazos para pagamento de tributos. Também prestaremos apoio dando encaminhando a demanda junto aos agentes políticos”, conclui.

FONTE: Portal ClicSoledade
Andressa de Oliveira

Comissão de agricultura entrega proposta de programa de irrigação ao governador Eduardo Leite

Artigo anterior

SERAFINA CORRÊA | Secretaria de Educação distribui 45 kits de gêneros alimentícios para famílias de alunos da rede municipal

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Geral