GeralNotícias

Novo comando-geral da Brigada Militar toma posse

0
Tempo de leitura: 1 minuto

O governador Eduardo Leite e o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, oficializaram nesta segunda-feira (31/5) a passagem do comando-geral da Brigada Militar (BM). A solenidade foi realizada em ampla área aberta, no campo de futebol do Estádio General Cypriano, do Departamento de Ensino da BM, em Porto Alegre, com disponibilização de álcool em gel, aferição de temperatura e uso obrigatório de máscaras de proteção contra Covid-19. A cerimônia foi transmitida pelas redes sociais da corporação.

“Estamos diante de homens e mulheres que nos fazem orgulhosos de sermos gaúchos. Se podemos pensar no futuro do nosso Estado, em termos nossas famílias em segurança nesse pedaço de chão, é porque olhamos para o futuro com confiança, devido ao trabalho de extrema dedicação desses homens e mulheres. Que privilégio para o Rio Grande do Sul poder contar com policiais treinados, capacitados, gente de valor, como a nossa tropa da BM, para cumprir essa missão de proteger a sociedade gaúcha. São profissionais merecedores de nosso mais profundo respeito e admiração”, reconheceu o governador.

O governador relembrou variações importantes nos índices de criminalidade: “Temos observado, desde o início do governo, redução de mais de 30% de homicídios, de 50% do roubo de veículos, de mais de 70% os assaltos a banco. Ainda há muito por fazer, mas os números indicam que estamos no caminho correto. Por isso podemos continuar apostando nas nossas forças policiais, no futuro do Rio Grande do Sul, porque temos capacidade de investimentos, de cumprir com nossos compromissos. Estamos virando o jogo, como viramos na segurança pública, virando também nas finanças públicas, e isso vai nos oferecer um destino melhor”.

Leite destacou o entendimento, por parte do governo do Estado, da segurança pública como prioridade, citando o cronograma de reposição de efetivo e o constante investimento em viaturas e equipamentos: “Nosso governo não deixou para nomear policiais no final da gestão, e esse esforço de chamamento antecipado custa ao governo R$ 1 bilhão. Sabemos da importância desse investimento em recursos humanos, tanto quanto o investimento a partir das promoções, em reconhecimento ao trabalho desses homens e mulheres que atuam na ponta, e investimento em viaturas e equipamentos, dando segurança a quem faz segurança”.

O evento marcou oficialmente a posse dos três novos ocupantes dos mais altos postos na cúpula da instituição. O agora desembargador do Tribunal de Justiça Militar coronel Rodrigo Mohr Picon entregou o comando-geral da BM ao coronel Vanius Cesar Santarosa, que até então era o subcomandante-geral. Santarosa, por sua vez, entregou o segundo posto na linha de comando para o coronel Claudio dos Santos Feoli, que deixa a chefia do Comando de Policiamento de Choque (CP Choque), criado em dezembro do ano passado para centralizar a gestão dos seis Batalhões de Polícia de Choque (BP Choques) do Estado.

“Segurança pública é uma área prioritária da nossa gestão. Ainda em nosso segundo mês de governo, em fevereiro de 2019, lançamos o programa estruturante RS Seguro, que tem trazido resultados excelentes para a segurança pública do nosso Estado. Quero, em primeira mão, adiantar que estamos concluindo o mês de maio, nosso 29º mês de governo, com uma nova redução de indicadores de criminalidade. E estamos reduzindo nesse mês aquele que é o crime mais importante, o crime doloso contra a vida. Essa é a nossa segurança pública, é resultado do trabalho de homens e mulheres que estão diuturnamente protegendo a vida da população gaúcha”, destacou o vice-governador Ranolfo.

Estrela de Reconhecimento

O destaque da cerimônia de posse foi a homenagem a três militares com a Estrela de Reconhecimento em grau Ouro. A comenda foi instituída em 1987 para distinguir policiais militares que, no exercício da atividade de policiamento, tenham sofrido ferimentos ou morrido.

soldado Marciele Renata dos Santos Alves havia ingressado na Brigada Militar em 2012 e estava lotada no Pelotão de Operações Especiais de Santa Cruz do Sul. Em novembro de 2019, quando trabalhava em uma operação policial em Venâncio Aires, foi atropelada por criminosos e não resistiu aos ferimentos.

Em maio deste ano, o segundo-sargento Adair de Melo Porto tentou abordar um veículo em São Nicolau, mas o condutor fugiu. Ao chegar em frente à residência do criminoso, o homem saiu do pátio com uma pistola em punho e efetuou vários disparos, atingindo fatalmente o sargento que estava havia mais de 33 anos na corporação.

soldado Jlhonatan Grendene Caverzan Maximovitz tentava abordar criminosos que arremessavam objetos para dentro do presídio de Erechim quando foi atropelado pelos suspeitos e não resistiu aos ferimentos. Ele ingressou na BM em 16 de novembro de 2016 e estava lotado no 13º Batalhão de Polícia Militar (13° BPM), em Erechim.

FONTE: Portal ClicSoledade
Andressa de Oliveira

SERAFINA CORRÊA | Delegacia do Meio Ambiente fiscaliza indústria

Artigo anterior

Prova de vida do INSS volta a ser obrigatória a partir de hoje

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Geral